Câncer: casos aumentam no país, com destaque para pâncreas e fígado – Lully FM – Entertainment

Câncer: casos aumentam no país, com destaque para pâncreas e fígado

O Instituto Nacional de Câncer publicou, nesta quarta-feira (23), o relatório Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil. O documento aponta para 704 mil casos novos da doença por ano, no Brasil, entre 2023 e 2025.

O número representa um aumento de 12,6% em relação ao triênio anterior, quando foram estimados 625 mil novos casos da doença. A maior parte desses casos (70%) se concentra nas regiões Sul e Sudeste do Brasil.

O tumor maligno mais incidente é o de pele não melanoma (31,3% do total de casos), seguido pelos de mama feminina (10,5%), próstata (10,2%), cólon e reto (6,5%), pulmão (4,6%) e estômago (3,1%).

O câncer de pâncreas é o 13ª câncer com maior incidência no Brasil, com 10.980 casos estimados a cada um dos três anos, e o de fígado vem logo depois, com estimativa de 10.700 casos por ano.

Em homens, o câncer de próstata é predominante em todas as regiões, totalizando 72 mil casos novos estimados a cada ano, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Em seguida, está o câncer de cólon e reto, traqueia, brônquio e pulmão, estômago e glândula tireoide.

Já nas mulheres, o câncer de mama é o mais incidente (depois do de pele não melanoma), com 74 mil casos novos previstos por ano até 2025. Em seguida, de forma geral, estão: câncer de cólon e reto, traqueia, brônquio e pulmão, estômago e colo do útero.

No Centro-Oeste, o câncer colorretal foi para o segundo lugar entre mulheres e o de colo do útero foi para o terceiro. O câncer de mama em mulheres, o de próstata e o de cólon e reto são os três tipos mais incidentes nas regiões Sul e Sudeste.

Já nas regiões Norte e Nordeste, o câncer de próstata é o mais incidente, seguido do câncer de mama feminina e câncer do colo do útero. Na região Centro-oeste, o câncer de próstata, com risco estimado de 61,60/ 100 mil, representa o tipo da doença que mais incide sobre a população, seguido do de mama feminina (57,28/ 100 mil) e do câncer colorretal (17,08/100 mil).

Fonte iG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *