A artista plástica Antonia Philippsen Boaventura estreia novo trabalho em vernissagem – Lully FM – Entertainment

A artista plástica Antonia Philippsen Boaventura estreia novo trabalho em vernissagem

A artista plástica Antonia Philippsen lança parte de seu novo trabalho TOUCH ME! na exposição coletiva ARTE TOCADA & ARTE QUE TOCA trazida pela Heclectik-Art (Portugal) com curadoria de Heloiza Azevedo. O catálogo lançado terá como capa uma das obras da artista que também trabalha como assistente de curadoria na expo .

– “Quando Heloiza me convidou para participar da montagem e como artista quis criar algo especial.Mas nunca ia imaginar que seria capa do catálogo mesmo nos conhecendo e sendo amigas há anos. Como seria em Sampa resolvi trazer um questionamento sobre as mãos e símbolos criados pelo ser humano através dos séculos.” – diz a artista.

As primeiras pinturas do mundo foram descobertas na Ilha de Sulawesi e entre elas um painel com stencils de mãos femininas criadas pelo menos há  44 mil anos.A palavra símbolo é encontrada pela primeira vez no antigo Egito e era uma espécie de identidade. Em 1490 Albrecht Dürer pinta as mãos em oração.

A coleção TOUCH ME! da série #TOCAREMOSTODOS faz uma homenagem a essa trajetória evolutiva humana e suas mãos.Um “rupestre moderno ” com o uso dos materiais atuais e seus símbolos .

SOBRE  ANTONIA PHILIPPSEN BOAVENTURA

Artista Visual | Produtora Cultural e Musical, | Curadora e coordenadora de projetos e participante de várias mostras, exposições e galerias em todo Brasil.

Antonia  Boaventura, 40 anos, é uma jovem artista plástica natural de Brasília que aos 9 anos de idade começa a demonstrar os seus dons em alguns concursos e exposições escolares. E aos 15 anos se transfere para o Rio de Janeiro.  E três anos mais tarde começa a estagiar como assistente de desenho no atelier da Grande Rio com Joãozinho trinta. E neste mesmo período começa a exercer a função de produtora musical e cultural em vários eventos, como no aniversário de 40 anos da Feira Hippie. E após 25 anos de dedicação a arte visual a artista desponta na cena artística brasileira na década de 2000.

Durante 7 anos à frente da criação e curadoria do Museu de Arte Sacra e Popular da Igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro criado pelo Padre Paulo Teixeira de Abreu na Zona Oeste do Rio a artista realizou grandes exposições e deu oportunidade a dezenas de artista e colocou a região no cenário da arte nacional. E atualmente ocupa o cargo de Conselheira Estadual de Meio Ambiente (PEM/INEA)

VERNISSAGEM

 Dia 28 Janeiro (sábado)

Horário: 16h30

Local: Galeria Gare – Rua cubatão 959 Vila Mariana – São Paulo

Deixe um comentário