“O Som e a F√ļria de Lady Macbeth” faz curta temporada na Cia. dos Atores, na Lapa

Como seria se Lady Macbeth, personagem ic√īnica criada pelo dramaturgo ingl√™s William Shakespeare, atravessasse os s√©culos¬†e¬†aportasse antropofagicamente no Brasil contempor√Ęneo? Esse √© ponto de partida de “O¬†Som¬†e¬†a¬†F√ļria¬†de Lady Macbeth”, com√©dia que faz curt√≠ssima temporada na sede da Cia. dos Atores, na Lapa, de 24 de novembro a 03 de dezembro, sextas-feiras e s√°bados, √†s 20h, e domingos, √†s 19h.

Foto: Nando Machado

Com dire√ß√£o¬†de Diogo Camargos,¬†o¬†mon√≥logo aborda com humor sarc√°stico¬†e¬†debochado quest√Ķes essenciais da nossa condi√ß√£o¬†humana, como poder, ambi√ß√£o¬†desmedida¬†e¬†maldade. Trata-se do primeiro texto da atriz¬†e¬†produtora Cristina Mayrink, que encarna a vil√£ tragic√īmica que atravessa os s√©culos desde a Idade M√©dia e aportando antropofagicamente no Brasil de hoje, ao som de O Guarani de Carlos Gomes com a batida em ritmo de samba. Ela agrega uma multiplicidade de signos, met√°foras¬†e¬†s√≠mbolos que se entremeiam como num aut√™ntico quebra-cabe√ßa de infinitas possibilidades. Na sua verborragia¬†e¬†barroquice, escancara suas verdades¬†e¬†dialoga com seus fantasmas, confrontando¬†o¬†p√ļblico com suas ambiguidades: “O¬†belo √© podre¬†e¬†o¬†podre √© belo”.

– A pe√ßa mistura a¬†f√ļria¬†de Z√© Celso¬†e¬†Ant√īnio Abujamra com as aspira√ß√Ķes anarquistas de Antonin Artaud¬†e¬†pigmentos de Tom Stoppard. A tem√°tica √© universal¬†e¬†atemporal, ajustando-se particularmente aos dias de hoje, com¬†o¬†ressurgimento das arbitrariedades fascistas, a corrup√ß√£o e as guerras que est√£o assolando o mundo ‚Äď explica Cristina Mayrink.

Reconhecimento de p√ļblico¬†e¬†cr√≠tica

O¬†espet√°culo estreou em novembro de 2022 no Festival de Mon√≥logos no Teatro Glaucio Gill, onde fez temporada de um m√™s elogiada por p√ļblico¬†e¬†cr√≠ticos, como Wagner Correa de Ara√ļjo, F√ļrio Lonza¬†e¬†Gilberto Bartholo, ganhando¬†o¬†Selo de Qualidade¬†O¬†Teatro Me Representa. A segunda temporada aconteceu em janeiro¬†e¬†fevereiro de 2023 no mesmo teatro, participando do Festival de Ver√£o. No m√™s de julho, chegou ao palco do Teatro Vannucci, no Shopping da G√°vea.

Sobre Cristina Mayrink

Atriz formada pela Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) em 1991, integrou a Cia Os Fodidos Privilegiados, criada por Ant√īnio Abujamra, por vinte anos, onde atuou em diversos espet√°culos, como “√Čdipo Unplugged”, “Escravas do Amor”¬†e¬†“Com√©dia Russa”, dirigidos por Jo√£o¬†Fonseca. Criou a Mayrink Produ√ß√Ķes a partir do desejo de produzir¬†e¬†realizar projetos art√≠sticos autorais no teatro¬†e¬†no cinema. Idealizou, roteirizou, produziu¬†e¬†atuou nos espet√°culos “Esta L√≠ngua ser√° da Alma para a Alma”; “Aberra√ß√Ķes, uma cult-com√©dia”, dire√ß√£o¬†de Jo√£o¬†Fonseca; “Quem de Mim voc√™ quer”, dire√ß√£o¬†de Isabel Cavalcante; “De mim que tanto falam”, dire√ß√£o¬†de Paula Sandroni¬†e¬†Jo√£o¬†Fonseca (ganhador do Pr√™mio Funarte de Teatro Myriam Muniz de 2007); “A Dama do Mar”, dire√ß√£o¬†de Isabel Cavalcante (vencedor do Fomento 2016)¬†e¬†“Marguerite, mon amour”, dire√ß√£o¬†de Patr√≠cia Niedermeier¬†e¬†Cavi Borges.

Ficha técnica:

Idealização, texto e atuação: Cristina Mayrink
Direção artística: Diogo Camargos
Assistente de direção: Daphne Madeira
Trilha sonora: Diogo Camargos
Figurino: Letícia Birolli
Desenho de luz: Diogo Camargos e Francisco Hashiguchi
Fotos de cena: Nando Machado
Design gr√°fico: Thiago Ristow
Programador visual: Ycaro Bruno
Assessoria de imprensa: Carlos Pinho
Direção de produção: Cristina Mayrink
Realiza√ß√£o: Mayrink Produ√ß√Ķes

Serviço:

Temporada: de 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023
Dia e horário: sexta-feira e sábado, às 20h, e domingo, às 19h.
Endereço: Sede Cia. Dos Atores Рrua Manoel Carneiro, 12, Escadaria Selarón, Lapa, Rio de
Janeiro – RJ
Entrada: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada), vendas na bilheteria do teatro e na plataforma
Sympla (https://www.sympla.com.br/evento/o-som-e-a-furia-de-lady-macbeth/2218977)
Duração: 50 minutos
Classificação etária: 12 anos
Gênero: Comédia

Deixe um coment√°rio