BBC questiona se é hora de reconsiderar o legado de Britney Spears – Lully FM – Entertainment

BBC questiona se é hora de reconsiderar o legado de Britney Spears

Desde que conquistou a tão sonhada liberdade de sua tutela, em novembro do ano passado, Britney Spears tem sido regularmente manchete de diferentes jornais, sites e revistas de notícias ao redor do mundo; seja pelos rumores de novas músicas e uma nova turnê, ou por suas fotos e declarações polêmicas nas redes sociais. Porém, depois do New York Post declarar que o Instagram da Princesa do Pop é uma “galeria pornô“, foi a vez da BBC levantar o seguinte questionamento: é hora de reconsiderar o legado da cantora?

m um longo artigo escrito pelo jornalista Nick Levine, e publicado no site britânico, a história da cantora Britney Spears é dissecada e analisada por especialistas das áreas de música e cultura pop. “Uma crítica particularmente cruel de seu segundo álbum de grande sucesso, ‘Oops!… I Did It Again’, de 2000, descartou-a como uma ‘verdadeira cifra, uma boneca de vestir programada para satisfazer muitos fãs e fantasias diferentes possíveis‘“, relembrou Nick. Porém, logo em seguida ele acrescenta:

Mas 24 anos depois que ela estourou com ‘…Baby One More Time’, um single de estreia icônico que definiu uma nova era de ouro do pop adolescente, não é exagero chamar Spears de a artista pop mais influente de sua geração”.

Durante o texto, o jornalista também mencionou grandes nomes da música que, em algum momento, já fizeram comentários elogiando Britney e sua influência em suas carreiras; como por exemplo Lady Gaga e Lana Del Rey. Em 2009, a Mother Monster descreveu a Princesa do Pop como “a performer mais provocadora do meu tempo“.

Numa verdadeira análise minuciosa, Nick Levine também fala sobre o impacto da cantora na comunidade LGBTQIAP+, suas performances icônicas, sua postura contestadora, seu tom de voz… Tudo!

E não há chance de ela sair totalmente dos holofotes: o próximo ano trará um livro de memórias revelador no qual Spears prometeu abordar “eventos em minha vida [que] nunca fui capaz de expressar abertamente”. Por esta razão, mesmo que seu retorno às paradas de 2022 prove ser único, e não um sinal do que está por vir, o lugar de Spears no topo do panteão pop está firmemente garantido“, finalizou o jornalista.

Fonte Giovanni Oliveira do Popline

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *