Argentina treina em Abu Dhabi com mais de 15 mil torcedores presentes – Lully FM – Entertainment

Argentina treina em Abu Dhabi com mais de 15 mil torcedores presentes

A seleção da Argentina realizou nesta segunda-feira seu primeiro treino preparatório para a Copa do Mundo em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e contou com um público de mais de 15 mil torcedores no estádio Al Nahyan. Ao menos dois deles resolveram se arriscar: invadiram o gramado correndo.

Eles tentaram chegar perto dos jogadores, mas a segurança foi mais rápida e evitou o contato. Houve perseguição enquanto o elenco argentino fazia um bobinho no centro do campo. Depois das invasões, mais policiais locais reforçaram a proteção.

A grande atração do dia foi Lionel Messi, que se juntou nesta segunda-feira a outros 13 companheiros da equipe que disputará a Copa do Mundo. Lautaro Martínez, Nicolás González, Joaquín Correa e Paulo Dybala chegaram com o treino rolando. Os outros 12 convocados devem se apresentar entre o fim desta segunda e o início de terça.

Além de Messi, os jogadores que participaram das atividades comandadas por Lionel Scaloni foram: Franco Armani, Guido Rodríguez, Germán Pezzella, Cuti Romero, Julián Álvarez, Rodrigo De Paul, Nahuel Molina, Gerónimo Rulli, Juan Foyth, Nicolás Tagliafico, Exequiel Palacios, Leandro Paredes e Ángel Di María.

Lautaro Martínez, Nicolás González, Joaquín Correa e Paulo Dybala se apresentaram durante os exercícios, cumprimentaram os companheiros, mas realizaram apenas um trabalho físico leve, já que haviam acabado de chegar de viagem.

Antes do início do Mundial – a estreia argentina será na terça-feira, dia 22, às 7h, contra a Arábia Saudita –, a equipe tem um amistoso diante dos Emirados Árabes, na próxima quarta-feira, às 12h30 (horário de Brasília).

Scaloni deve contar com todos os 26 convocados nesta terça-feira para dar prosseguimento à preparação. Na atividade desta segunda, o técnico fez trabalhos de troca de passes e movimentações em uma metade do campo.

A Argentina está no Grupo C da Copa do Mundo, ao lado de Arábia Saudita, México e Polônia.

Fonte ge

Foto: Reuters