História de amor em quadrinhos no Brasil de 1940

3,Paisagens rurais, carroças nas ruas de pedra e casas de pau a pique. É nesta ambientação dos anos 1940, em uma cidadezinha no interior do Brasil, que inicia a história do caixeiro-viajante Gabriel. Ele não sabia, mas estava prestes a mudar a vida dos moradores daquele vilarejo, principalmente a de Maria. Este encontro de duas almas livres é retratado na webcomic O Abrigo de Kulê, adaptação do romance homônimo da escritora Juliana Valentim.

O abrigo de Kulê

Maria, uma jovem apaixonada por livros e sonhadora, adoraria viajar país afora para respirar novos ares. Mas as imposições sociais da época não admitiriam que uma mulher saísse sozinha por aí. Eis que Gabriel, um grande contador de histórias e viajante, cruza seu caminho. Juntos, eles decidem buscar a liberdade que lhes faltava, mas o destino, com suas curvas imprevisíveis, separa os dois. Em meio às incertezas, outros personagens aparecem para ensinar as mais diversas faces do amor.

– Poxa, eu bem que gostaria… Eu falei pros meus pais que queria trabalhar no
bar para comprar mais livros. Mas, na verdade, eu tô juntando dinheiro para poder
viajar. E sair daqui. Imagina só, eu viajando sozinha? Que absurdo!
(Webcomic O abrigo de Kulê, capítulo 1)

Diferente do romance, narrado em terceira pessoa, os capítulos dos quadrinhos são guiados ora por Gabriel, ora por Maria, com suas visões e pensamentos. Após a separação, o homem encontra abrigo em um circo, onde vive momentos de alegria, indecisão e saudade, enquanto a jovem amada, devastada, encontra alento em poder ajudar. Quando descobre uma fazenda que mantém trabalho escravo, esta passa a ser sua luta: ajudar Kulê, seus amigos e as famílias.

Produzida e publicada pela Infinitoon, a HQ virtual terá duas temporadas com oito episódios cada, e será disponibilizada gratuitamente, às segundas-feiras, pelo aplicativo da editora nas lojas Apple e Play Store. “Eu sempre quis que os meus personagens ganhassem vida fora do papel. Ver isso acontecendo com o trabalho da Infinitoon é uma alegria imensa. O Abrigo de Kulê em quadrinhos me surpreendeu e me emocionou muito. Eu espero que emocione a todos os leitores também”, diz Juliana Valentim.

Com roteiro de André Pacano e ilustrações de Flávio Custela, a narrativa gira em torno do amor e da coragem, mas também segue com a proposta de unir realidade e fantasia, ao colocar em discussão temas como preconceito, injustiças sociais e sororidade.

FICHA TÉCNICA
Título: O abrigo de Kulê
Webcomic adaptado da obra de Juliana Valentim
Roteiro: André Pacano
Ilustração: Flávio Custela
Revisão: Rayane Noberto
Direção de Arte: Lucio Gomes
Direção Editorial: Ana Paula Ribeiro
Preço: gratuito
Onde acessar a webcomic: App da Infinitoon para Android e iOS
Onde encontrar o livro: Amazon

Sobre a autora: Juliana Valentim é jornalista e escritora brasiliense, pós-graduada em Comércio Exterior e Jornalismo Digital. Cronista, poeta e romancista, ela também é professora de poesia contemporânea e especialista em comunicação criativa. Tem quatro livros publicados: “Manuscritos de um viajante”; a coletânea de poemas “Palavras que Dançam”; o romance O abrigo de Kulê e o mais recente “Palavras que dançam ao redor do sol”.

Juliana também gerencia o perfil literário Palavras que Dançam, que conta com mais de 66 mil seguidores no Instagram. Em 2021, ganhou o prêmio literário Ler é Legal, sendo a escritora homenageada do ano pelo Ministério Público do Distrito Federal.

Site da autora: https://palavrasquedancam.com.br/

Sobre a editora: A Infinitoon é uma plataforma de leitura de quadrinhos digitais que transforma dispositivos móveis em um portal de aventuras. Combinando educação e entretenimento, os webcomics são especialmente criados para proporcionar uma experiência única e envolvente onde quer que o leitor esteja.

Instagram da editora: @infinitoon_

Deixe um comentário

Close