Flávia Monteiro expõe assédio verbal em troca de papel na TV

Flávia Monteiro revelou que já sofreu situações de assédio verbal no início de sua carreira artística, aos 20 anos. A atriz esclareceu que um diretor famoso prometia lhe colocar em papéis de produções caso ela aceitasse ir à casa dele, o que a fazia se sentir mal e chorar.

Flávia Monteiro

“Eu já fui [assediada] de sair chorando. Quando veio o assédio, [o diretor dizia] assim ‘se você for lá em casa, você vai conseguir o papel’. E eu com 20 anos. Foi tão chocante, e aquela pessoa que você conhece, não preciso dizer nomes, eu fiquei sem reação… Aí eu saí, mas eu chorava, me senti tão mal e, sabe, aleatório. Não consegui nunca mais olhar para a cara da pessoa [diretor]. Nunca mais trabalhei [com ele], graças a Deus”, relatou em entrevista ao podcast Papagaio Falante.

“[O diretor falava]: ‘vá lá em casa hoje à noite, se você for, quem sabe ganha o papel’. E você não sabe como pega na pessoa [que sofre o assédio]. E foi verbal, não foi no toque. Era um diretor grande. Eu falei assim ‘nunca mais piso aqui’ e nunca mais pisei ali para nenhum trabalho”, acrescentou.

“Minha carreira foi para outro lado. Não me traumatizou, mas valeu de alerta. Eu falei ‘hum, me ferrei, porque não vai rolar comigo. Não sou disso. Tudo que conquistei foi com meu trabalho, com minha estrada”, concluiu.

Por fim, a atriz preferiu não revelar o nome do diretor e a emissora em que ele trabalhava, mas destacou que, se fosse hoje, teria agido de forma diferente.

Texto de Júlia Wasko do portal iG

Deixe um comentário

Close