Samba-enredo da Porto da Pedra ganha versão na voz de Antônio Nóbrega

Homenageado no desfile que falará sobre o Lunário Perpétuo, obra de Jerónimo Cortés publicada em 1594, ator pernambucano interpretou a composição com maestria mostrando a relevância cultural do enredo.
Antônio e segunda porta-bandeira
 
“Vem Antônio, vem menino..seu destino é cirandar…
Um brincante nordestino, pra missão perpetuar…”
 Os versos que compõem o samba-enredo  que vai ilustrar “Lunário Perpétuo: a profética do saber popular”, tema escolhido e desenvolvido pelo carnavaleso Mauro Quintaes com pesquisa de Diego Araújo para o desfile da Unidos do Porto da Pedra no carnaval 2024, ganharam nova versão na voz de Antônio Nóbrega, artista pernambucano e grande estudioso das manifestações culturais brasileiras.
Homenageado no enredo que conta a saga da obra publicada pela primeira vez em 1594 por Jerônimo Cortês, Nóbrega tem sido um dos grandes propagadores do enredo, acompanhando de perto a construção do espetáculo, algo novo para o artista que, entre as décadas de 70 e 90 mergulhou fundo para aprender as toadas e cantigas de cirandeiros, aboiadores e cantadeiras, apresentando o seu próprio Lunário.
Segundo Câmara Cascudo, o Lunário foi, nos últimos dois séculos e meio, uma das principais fontes de referências e conhecimentos para os poetas populares nordestinos em suas cantorias e poesias. Obra básica para o domínio da arte de versejar, foi uma das mais lidas nos sertões de todo o Nordeste. Nele, um pouco de tudo: astrologia, horóscopo, receitas médicas, mitologia, rudimentos de física, calendários, vidas de santos, biografia de papas, conhecimentos agrícolas, generalidades, processo para construir um relógio de sol, procedimento para se conhecer a hora pela posição das estrelas, conselhos de veterinária, um universo que o Tigre de São Gonçalo vai recriar para o público da Marquês de Sapucaí no dia 11 de fevereiro.
O samba, considerado um dos mais bonitos da safra, agora ganha repercussão com a gravação feita por Antônio Nóbrega e seus músicos, em São Paulo.

Assessoria de Imprensa do GRESU Porto da Pedra

Deixe um comentário

Close