Al-Hilal pode receber indenização da Fifa por lesão de Neymar

A lesão de Neymar – que sofreu ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo – pode levar seu clube, o Al-Hilal da Arábia Saudita, a acionar um mecanismo da Fifa e receber uma indenização milionária.

De acordo com o advogado Eduardo Carlezzo, especialista em direito desportivo internacional, o Al Hilal pode recorrer ao Programa de Proteção de Clubes, que remunera os times quando algum jogador se lesiona enquanto está a serviço da seleção principal de seu país numa competição da Fifa e fica impedido de atuar por mais de 28 dias seguidos.

– A Fifa cobre no máximo um ano de lesão e o valor da indenização é limitado a 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 40 milhões) – afirma Eduardo Carlezzo, especialista em direito desportivo internacional.

Tal quantia, porém, não chega perto de cobrir o salário de Neymar no clube saudita. Segundo recente publicação da revista especializada Forbes, o brasileiro tem ganhos de cerca de US$ 112 milhões (R$ 566 milhões) por temporada no Al-Hilal. O valor total que pode ser fornecido pela Fifa não paga um mês dos vencimentos do camisa 10.

Neymar trocou o PSG pelo Al-Hilal na última janela de transferências europeia, e assinou um contrato de dois anos com o clube saudita. Até se machucar no jogo contra o Uruguai pelas Eliminatórias, Neymar havia disputado apenas cinco partidas e anotado um gol pelo Al Hilal.

Segundo Carlezzo, o valor total a ser distribuído anualmente pelo programa da FIFA (para todos os clubes) clubes em caso de lesões é de 80 milhões de euros (R$ 400 milhões).

 

Histórico de lesões de Neymar

Deixe um comentário

Close