Filha de Mano Brown, Domenica Dias denuncia racismo e agressão física sofridos no Rock in Rio

Filha de Mano Brown, Domenica Dias denuncia racismo e agressão física sofridos no Rock in Rio

15 de setembro de 2022 0 Por admin

O ator Danilo Mesquita, que viveu Joaquim, na novela “Além da Ilusão”, e a namorada dele, Domenica Dias, filha do cantor e compositor Mano Brown, se envolveram em uma confusão neste domingo, 11/9. Enquanto assistiam a um show do Palco Sunset, no gramado do Rock in Rio, o ator discutiu com um casal, que estaria incomodando-os.

Domenica e Danilo compartilharam comunicados nas redes sociais na noite desta quarta-feira, 14/9, para explicar o que, de fato, aconteceu. De acordo com a jovem, ela foi vítima de ataques racistas proferidos por um “casal visivelmente alterado”, que estava no mesmo espaço que eles.

“Meu namorado e eu estávamos na pista assistindo ao show quando um casal se instalou na nossa frente. No exato instante em que subiram ao palco outras cinco cantoras pretas, a mulher, fingindo que estava dançando, me empurrou, pisou nos meus pés e se jogou em cima de mim de forma proposital”, iniciou a jovem, que também é atriz.

Domenica relatou ter tentado evitar uma discussão a todo custo e que Danilo, com quem namora há pouco mais de um ano, tentou protegê-la fazendo uma barreira com os braços, até que a agressora se virou e questionou a razão pela qual estavam tocando nela. Ainda de acordo com a artista, tanto o ator quanto ela, deixaram claro que não queriam encrenca, mas salientaram que era a mulher quem a estava agredindo a todo instante.Neste momento, o homem que a acompanhava, covardemente, deu um soco no rosto do Danilo. De forma instintiva, eu tentei reagir à agressão e fui atingida no olho. Em seguida, o casal, covardemente, sumiu no meio da multidão.— Domenica Dias.

Ela esclareceu ainda que um vídeo que circula na internet, que mostra os dois bastante irritados, foi gravado após as agressões físicas. Domenica destaca que a mulher que aparece nas imagens não foi a responsável pelas agressões e ofensas, ela estava apenas reclamando da confusão no show. Para a artista, tal atitude, aumentou ainda mais a indignação e sensação de injustiça que estavam sentindo naquele momento.

“Nesse contexto, me pergunto o porquê a nossa reação gerou, nessa mulher, mais comoção do que a própria agressão que sofremos. Depois de todo constrangimento, aborrecimento e agressões sofridas decidimos ir embora”, contou, finalizando o relato ressaltando a importância de verbalizar agressões sofridas, sejam elas quais forem.

É inadmissível que, no momento mágico, em que mulheres pretas ocupam um palco dedicado, especialmente, a elas no show de outra cantora preta para que possam mostrar sua arte e brilhar, outra mulher preta sofra agressões gratuitas a poucos metros do palco e ainda seja obrigada a ouvir recriminação por ter se defendido de atitude racista, quando deveria estar sendo amparada pela agressão sofrida.— Domenica Dias.

Fonte GShow