Nova sensação feminina do Trap Brasileiro

Nova sensação feminina do Trap Brasileiro

15 de junho de 2022 0 Por admin

Mesmo trazendo no sobrenome a força da família que difundiu o jiu-jitsu mundialmente, Karla Gracie vem trilhando seu próprio caminho no meio musical. A cantora lançou o single “Completa o meu Flow”, em parceira com o cantor Gaab, filho do cantor e produtor musical, Rodriguinho, ex-vocalista do grupo “Os Travessos”. “Gravamos durante a pandemia e Rodriguinho produziu a faixa. Para mim, é uma honra contar com essas parcerias. Gaab é um artista maravilhoso, grande músico, cantor e compositor”, elogia a cantora.

A música conta a história de um casal, que se ama, mas foi separado pelo destino. Eles seguem caminhos diferentes, mas acreditam que um dia ficarão juntos novamente.

Em 2019, Karla estreou no mundo musical, como cantora de trap, vertente do rap. Com produção também de Rodriguinho, ela lançou “Salto 15” e depois, “Bonnie & Clyde”. “Ele sempre acreditou em mim e isso significa muito para mim, já que sou fã do trabalho dele e confio muito na experiência dele na área”, diz a cantora, que também é compositora, e aborda, em suas canções, temas como feminismo, empoderamento e machismo. “Eu escrevo as letras. Têm histórias que retratam momentos que vivi, outras são situações que eu observo”, explica.

Apaixonada pelo que faz, Karla não para e em seus 3 anos de carreira lançou três clipes: “Moletom”, “Química Explosiva” e “Sugar Mamma”.

Ao contrário do que muita gente pensa, ter nascido numa família tão tradicional no esporte, não ajudou a abrir portas. Mesmo com a pressão e resistência inicial dos pais, Karla Gracie e Pierino de Angelis, sua paixão pela música falou mais alto. “Cresci no tatame, e sou faixa-roxa. Meu pai queria que eu seguisse nesse meio, mas minha escolha foi outra. Para mim, o jiu-jítsu é uma filosofia de vida e eu trago todo o seu ensinamento para minha carreira: foco, disciplina e paciência”, revela, “Não tive muito apoio. Então, comecei a trabalhar cedo para pagar minhas aulas voltadas para a música, balé, jazz e piano, depois foquei em danças urbanas e entrei para a faculdade federal de música, a UNIRIO. A partir desse momento, eles começaram a respeitar mais a minha decisão, mas quem realmente me apoia são os irmãos, Ronis, Cesalina e Muzio Gracie”, declara Karla Gracie.

Foto: Yago Gourlat