Demi Lovato volta ao seu estilo rock no single “Skin of My Teeth”

Demi Lovato volta ao seu estilo rock no single “Skin of My Teeth”

11 de junho de 2022 0 Por admin

Demi Lovato disponibilizou o single “Skin of My Teeth” com videoclipe nas plataformas digitais. A faixa estará em “Holy Fvck”, álbum que marca seu retorno ao rock, com lançamento marcado para o dia 19 de agosto via Island Records.

Ouça o novo single de Demi Lovato na programação da Lully FM!

Confira o clipe:

Em comunicado enviado à imprensa, a estrela exaltou a nova fase da carreira e a empolgação com sua volta às raízes.

“O processo de fazer este álbum foi o mais realizador da minha carreira até agora. Sou grata aos meus fãs e colaboradores por estarem nessa jornada comigo. Nunca estive mais segura de mim e da minha música e este disco fala isso por si. Para os Lovatics que estão comigo desde o início e aqueles que estão vindo agora para o passeio, obrigado. Este disco é para vocês.”

A turnê que promove “Holy Fvck” será iniciada no Brasil, com três shows – dois deles solo e um no festival Rock in Rio, em 4 de setembro. As apresentações que trazem Demi como atração principal serão em São Paulo (Espaço das Américas) no dia 30 de outubro e Belo Horizonte (Esplanada do Mineirão) em 2 de setembro.

A guinada de Demi Lovato, que chegou a realizar um funeral simbólico de sua carreira pop recentemente, não chega a ser novidade para quem acompanha sua história desde os primórdios.

A artista protagonizou o filme “Camp Rock”, lançado pela Disney em 2008. Seus dois primeiros álbuns possuem sonoridade direcionada ao estilo. Só posteriormente que passou a experimentar em outros gêneros, como o pop e R&B, chegando à consagração mundial.

Em 2009, Lovato havia revelado à MTV ser uma metalhead. Entre suas bandas preferidas à época estavam Dimmu Borgir, Maylene and the Sons of Disaster, Abigail Williams, Lamb of God, The Devil Wears Prada e Dr. Acula.

“É um estilo completamente diferente de todo o resto. Há vocais que não consigo reproduzir, bumbo duplo, solos de guitarras incríveis… A musicalidade é mais complexa que as de bandas comuns de rock. Gostaria de fazer algo assim um dia”.

Fonte Igor Miranda