Textor planeja reforçar o Botafogo com 8 jogadores na janela de julho

Textor planeja reforçar o Botafogo com 8 jogadores na janela de julho

10 de junho de 2022 0 Por admin

O Botafogo vai assinar com um novo jogador ainda na próxima semana. E é só o começo do plano de reforçar o time na janela de transferências para o segundo semestre. Sem confirmar o nome do atleta, John Textor, dono do clube, diz que ele se juntará ao lateral esquerdo Marçal como segundo jogador de uma lista que chegará a oito nomes. E ele confirma que a intenção é que cheguem atletas com capacidade de serem titulares no time de Luis Castro.

— Minha estimativa é que vamos procurar mais seis jogadores (além de Marçal e do jogador que chegará nos próximos dias), todos com um forte padrão da Série A. Espero que nosso investimento em jogadores na segunda janela seja maior do que nosso investimento na pré-temporada — disse Textor. Antes do Brasileiro, o Botafogo investiu cerca de R$ 65 milhões.

A ideia de Textor é que, depois de 18 de julho, jogos como a goleada sofrida na quarta contra o Palmeiras por 4 a 0 não aconteçam mais. É o que ele disse a um torcedor em um print que circula nas redes sociais e que o empresário confirmou a veracidade. Apesar do resultado da partida, o americano segue tranquilo sobre os caminhos do projeto no Botafogo. As críticas de parte da torcida ao técnico Luis Castro não serão capazes de abalar suas convicções. Ele classifica as discussões como “bobagem de internet” e reforça que conversas sobre demissão ou permanência não estão e nunca estiveram em pauta.

— Luis Castro é meu sócio e é o líder do nosso projeto. Ele e eu deixamos claro que nosso objetivo este ano era consolidar nossa posição como clube da Série A e construir campeonatos nos anos seguintes. Todos nós sabíamos que ele estava começando a temporada com uma lista de transição de jogadores aspirantes e isso não mudou — disse o americano, que ainda comentou sobre as perspectivas de futuro e a derrota para o Palmeiras:

— Gosto de sonhar, junto com os torcedores, em vencer nossos rivais, com a vida no G4, no topo da tabela, mas gosto de sonhar de olhos bem abertos. E ninguém deve esperar que entremos no estádio do melhor time do campeonato, com um time titular ainda em construção e apagar 40 anos de frustração — declarou o empresário.

A maior prova de que a goleada sofrida não abala em nada as convicções de Textor para o Botafogo é que ele mesmo ressalta que isso pode voltar a acontecer.

— (A derrota para o Palmeiras) Não será a última vez que nos envergonharemos no caminho para construir um time campeão. Nossos torcedores têm todo o direito de ficarem chateados, a noite passada foi dolorosa, mas continuaremos avançando com nosso projeto — disse.

No Allianz Parque, após a partida, Luis Castro comentou sobre a falta de resultados positivos. O Botafogo chegou a terceira derrota consecutiva e está há quatro rodadas sem vencer.

— Não está posto em caso sobre aquilo que é nosso trabalho e aquilo que devemos fazer com nossa equipe. Mas está em caso em termos de resultados. Mas se os resultados não aconteceram, como não estão acontecendo, é o que me espera. No futebol não há diferentes formas de olhar para as instituições. Se eu não ganhar, tenho que sair e entrar outro no meu lugar. Não há meios termos nisso, não há nada escondido. O pior na vida é não sermos claros naquilo que fazemos todos os dias — disse o português.

Foto: Vitor Silva/Botafogo