As mudanças nos barracões na Cidade do Samba

As mudanças nos barracões na Cidade do Samba

7 de junho de 2022 0 Por admin

A Estácio, União da Ilha e São Clemente vão deixar os barracões na Cidade do Samba, durante o mês de junho, já que a partir deste ano quem não estiver desfilando no Grupo Especial não poderá ocupar mais o espaço. O Império Serrano, escola campeã da Série Ouro, ocupará o galpão da Estácio.

Haverá duas outras mudanças. A Liesa mudará o Tuiuti e a Imperatriz. A escola de São Cristóvão ocupará o barracão da São Clemente. Já a agremiação leopoldinense ficará no que era utilizado pela União da Ilha.

Assim, a Liga utiliza o antigo espaço da verde e branco. A Liesa tem o projeto de construir um museu do samba. Ainda não foi informado como ficará o barracão que era ocupado pelo Tuiuti.

Com problemas históricos de logística por conta da localização do barracão, a Imperatriz solicitou a troca de espaços para ficar com o ex-barracão da Ilha e ceder seu galpão para a Liesa, que inclusive fica ao lado da sede da Liga.

João Drumond explicou porque a escola de Ramos tomou essa iniciativa:

“O barracão antigo da Imperatriz, já me colocando no barracão novo, ele tem um problema logístico muito grave apesar de ele ser muito organizado, estar com tudo em dia, parte elétrica, parte estrutural, tudo bem arrumado. A gente tem um problema físico, que é o portão da Imperatriz ser de frente, o único barracão de frente para uma parede que é do barracão da Viradouro. Isso dificulta muito e ajuda a explicar também algo que é crônico na Imperatriz que são projetos alegóricos com tamanho um pouco menor em comparação com algumas escolas, porque de fato é impossível no barracão antigo ser feito um carnaval imenso porque o carro não sai. O principal motivo foi que a gente enxergou uma possibilidade de melhora para o carnaval da escola com essa transferência”.

Fonte Carnavalesco