Instagram disponibiliza ferramenta que ajudará a encontrar crianças desaparecidas

Instagram disponibiliza ferramenta que ajudará a encontrar crianças desaparecidas

5 de junho de 2022 0 Por admin

O Instagram ganhará um novo recurso que emitirá alertas Amber (Emergência de Rapto de Criança, em português)  para notificar os usuários de uma determinada região sobre desaparecimentos infantis, exibindo informações que possam ajudar as autoridades. A nova ferramenta foi anunciada na quarta-feira (1º) pela Meta, empresa de tecnologia responsável pela rede social, e faz parte de uma parceria da instituição com organizações da Austrália, Estados Unidos, México e Reino Unido. 

A nova ferramenta funcionará do seguinte modo: sempre que um alerta Amber for emitido pelas autoridades e o usuário da rede social estiver na área de cobertura, aparecerá um aviso no feed. O alerta virá no formato de um banner que conterá informações importantes sobre a criança desaparecida, como foto, descrição das características, local que foi vista pela última vez, entre outras.

Quando o internauta clicar no banner, além das informações sobre a criança, o aplicativo exibirá um botão que mostrará o telefone das autoridades responsáveis pelo caso e também o site de uma organização parceira que está auxiliando as buscas. Também será disponibilizada a opção de compartilhamento, visando aumentar o alcance e atingir mais pessoas.

Os alertas serão enviados com base em alguns detalhes disponibilizados pelo usuário, como a cidade listada no perfil, endereço IP e serviços de localização, caso estejam ativados. Desse modo, os avisos serão raros e específicos de uma determinada área. Portanto, se um deles aparecer é porque realmente há uma busca ativa por uma criança naquele perímetro.

Nas próximas semanas a funcionalidade estará disponível na África do Sul, Argentina, Austrália, Bélgica, Bulgária, Canadá, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Equador, Emirados Árabes, Estados Unidos, Grécia, Guatemala, Holanda, Irlanda, Jamaica, Lituânia, Luxemburgo, Malásia, Malta, México, Nova Zelândia, Reino Unido, Romênia, Taiwan e Ucrânia. Até o momento não há previsão para lançamento no Brasil, mas a Meta vem trabalhando para que em breve o recurso esteja disponível no maior número possível de países.

Alertas Amber nas redes sociais

A emissão de alertas Amber não é algo novo e já está disponível em algumas redes sociais. O Facebook, que também é controlado pela Meta, disponibiliza a função desde 2015 . De acordo com a empresa, nessa rede social, os alertas ajudaram centenas de casos de desaparecimento infantil nos Estados Unidos e em outros países. 

Em 2016, Kaytlin Brown, técnica de anestesia do Baptist East Hospital, em Memphis, estava no seu horário de almoço quando viu um alerta no Facebook sobre um sequestro em Lakeland, na Flórida (EUA) de uma menina de quatro anos. Em seguida, Kaytlin reconheceu a criança desaparecida e agiu rapidamente, colaborando com as autoridades.

Outro caso de sucesso da ferramenta ocorreu em 2020, quando Amanda Disley e seu marido ajudaram no resgate de Charlotte Moccia, de 11 anos, de Springfield, nos Estados Unidos, após terem recebido um alerta no Facebook.

De acordo com Michelle DeLaune,  presidente e CEO do Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, a disponibilidade da ferramenta em uma plataforma do porte do Instagram é um grande avanço e poderá aumentar o sucesso da resolução dos casos.

— O Instagram é uma plataforma baseada no poder das fotos, o que a torna perfeita para o programa Amber Alert. Sabemos que as fotos são uma ferramenta fundamental na busca de crianças desaparecidas e, ao expandir o alcance para o público do Instagram, poderemos compartilhar fotos de crianças desaparecidas com muito mais pessoas — disse Michelle em texto divulgado pela Meta.

Fonte GZH faz parte do The Trust Project