Lucas Leiva é apresentado no Grêmio

Lucas Leiva é apresentado no Grêmio

27 de junho de 2022 0 Por admin

Demorou pouco tempo para ver o quanto significava para Lucas Leiva retornar ao Grêmio. Antes mesmo da coletiva de chegada do volante começar na tarde desta segunda-feira (27), sua esposa, Arianna Lima derramava lágrimas na sala de conferências da Arena. Além dela, os filhos Valentina e Pedro e outros quatro integrantes da família Leiva, todos uniformizados, estavam presentes para acompanhar a apresentação oficial do jogador.

Lucas recebeu das mãos do presidente Romildo Bolzan e do vice de futebol Dênis Abrahão a camisa número 15, 15 anos depois de ter deixado o Olímpico, onde chegou aos 15 anos, para jogar no Liverpool.

Ele se mostrou animado poder entrar em campo em 19 de julho, um dia depois da reabertura da janela de transferências. Na data, o Grêmio terá o Brusque como adversário.

— Tenho feito treinamento de manutenção. Vamos poder saber um pouco melhor nas próximas semanas. Há grande chances de estar disponível no primeiro jogo — explicou.

As conversas para a segunda passagem pelo Tricolor começaram em fevereiro. Elas se intensificaram após o fim da temporada europeia. Após muita conversa, com os dois lados cedendo na negociação, o acordo foi selado.

— Eu tinha esse sonho (de voltar). O momento chegou. Não importa onde o Grêmio está, o importante é representar esse time que significa tanto para mim.

Assim como quando se firmou no elenco principal, Lucas terá de encarar a Segunda Divisão mais uma vez. Com bom humor, ele disse que não quer reviver a Batalha dos Aflitos.

— Fácil nunca é. Está muito competitivo. Não dá para ser a Batalha, hoje tem um VAR. Se tiver de sofrer como em 2005, terminando da mesma forma, a gente pode suportar. 

Na primeira passagem do jogador pelo Grêmio, ele vestiu a camisa tricolor em 79 jogos e marcou 11 gols. Participou na campanha da Série B de 2005, do vice-campeonato da Libertadores dois anos depois, além de ter sido campeão gaúcho em 2006 e 2007.

Depois de 544 jogos na Europa, entre Liverpool e Lazio, Lucas se fixou como primeiro volante, mas afirmou que atuará onde o técnico Roger Machado precisar de seus serviços.

Esses números estão prestes a aumentar. Assim que a entrevista se encerrou, ouviu a seguinte pergunta de Dênis Abrahão.

— Vamos treinar, meu?

— Vamos lá, chega de falar — respondeu de primeira.

Fonte GZH faz parte do The Trust Project